Luz

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

A minha Tulu

Presente da Luz

Estou confusa - Assunto T...

AAAHHHHHHHHHHHHH

Exposição solar

Qual será o "Sindrome"?

Boneca da Luz

Estaremos, só por acaso, ...

7 da manhã, olho aberto

Que silêncio

Palavras para quê...

Haja justiça

Passado da Luz

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Boneca da Luz

Meez 3D avatar avatars games

Awards e Prémios

Da Sonjita, do Bento, da Rosa Xhoque, da Ângela, do Dark, da Andie. ADORO-VOS!

Prémio Rosa Xhoque

Da Ângela, Sonjita, Andie, Miss Crash, do Pandora, da Miss T, do Zizi Bento.

Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

Continuação...

Tiz, Ana e Sara muito obrigada, e como digo sempre a ordem é perfeitamente aliatória, nada de preferências!

 

Tiz, a resposta é sim, mas infelizmente só em casa e no restante seio familiar é que ele tem "um tratamento" adequado a crianças como ele.

 

Agora a continuação...

 

Na Terça-Feira chegados a casa, e depois de mais um almoço que não ficou, fomos fazer os trabalhos de casa, mas não sem antes lanchar. Comeu tanto que eu estava incrédula a olhar para ele. Verifiquei que tudo o que lhe tinha mandado para comer (só o almoço come da escola) estava intacto, questionei-o, ao que me disse não ter tido vontade... moral da história, estava explicada a fome! Ainda lhe disse " a mamã mandou tanta coisa diferente para teres por onde escolher..." mas não se "comoveu".

 

Começamos a fazer os trabalhos...

 

- Sabes mãe, às vezes estou a fazer os trabalhos que a professora manda e estou concentrado, e ela ralha muito, e eu assusto-me...

- Ralha contigo?

- Não, eu estou sempre quietinho para ela não ralhar. Mas ralha com os outros meninos e eu assusto-me. Grita muito.

- E as outras professoras?

- Também...

(Eu já sabia a resposta à minha última pergunta pois tenho conversado com mães que têm os filhos noutras turmas do mesmo ano)

 

Depois dos trabalhos e de brincar um bocadinho foi para o banho... começou a chorar...

 

- Que se passa filho?

- Já estou no banho, depois é o jantar, depois chega a hora de dormir... e depois a escola outra vez...

 

Tive de sair dali para não chorar à frente dele, ele tem a rotina contabilizada ao minuto... mas da pior forma, ele contabiliza os minutos que faltam para voltar para a escola.

 

O pior veio de noite, às 3:30 da manhã ainda não dormia, quando finalmente adormeceu adormeci com ele, eram 3:49 quando me lembro de olhar a última vez para o relógio.

Ainda assim ontem foi para a escola... a chorar desde que o acordei até lá ficar.

 

Fui busca-lo às 15h, a primeira coisa que me disse foi "a professora disse-me que amanhã não posso chorar. Não quero tentar mais, muda-me de escola."

 

Não mais falei da escola, em casa o choro começou antes do banho, não tocou no jantar, dormiu das 22h à 1h da manhã e não voltou a dormir.

 

Hoje não o levei!

 

Já tomou o pequeno almoço. Comeu, pelo menos comeu!

 

 

Por Luz às 08:23
Link do post | Comentar
|
9 comentários:
De Tiz a 18 de Outubro de 2007 às 11:01
Olá Luz

A primeira coisa que fiz (depois de levar os miúdos à escola) foi vir ao teu blog para ver se havia desenvolvimentos (a pensar, és mesmo parva, achas que a rapariga já leu e já respondeu) e surpresa, já havia resposta, apesar de não ter sido positiva… como tive que sair novamente, passei parte da manhã a “falar” contigo… a ver se conseguia arranjar um solução simples, rápida e eficaz… mas como deves saber, vai ser difícil.

Na minha modesta opinião acho que deves mudá-lo de escola, deve ser uma coisa não muito fácil, não sei como podes contornar a situação para poderes faze-lo o mais depressa possível.

É que isso não é saudável para o miúdo, nem para ti e restantes pessoas que o gostam e se preocupam com ele, deve ser um sentimento de impotência… (não querendo ser alarmista, até porque não é de todo do meu feitio) pode comprometer o futuro escolar do pequeno.

Uma coisa é não gostar da escola, não se adaptar às regras, outra coisa é todo o comportamento que descreves-te.
Acho (sem te criticar, é claro… eu devia fazer o mesmo) que não o levares uns dias e ir noutros, não é solução, não resolve o problema… tens de recorrer a medidas mais drásticas… fala com pessoas que tenham os miúdos no primeiro ano (ou mesmo noutros anos), aí na tua zona (não sei onde é, mas estou seriamente a pensar que deve ser perto da minha), vê se encontras uma professora sensível a estas causas especiais e fala com ela antes de tentares fazer mais alguma coisa. Ninguém melhor que os professores (alguns, claro) para saber como contornar burocracias para que a mudança de escola seja facilitada.
Falar com a professora, também pode ser solução, mas vais dizer o quê: “não pode gritar tanto, porque assusta as crianças”(estava a ser irónica), não sei como ela iria reagir, não sei se é uma pessoa acessível…. Tens de ver.

Entretanto vai falando muito com ele: explica-lhe tudo como ele fosse adulto… que gostas muito dele, que o facto de o levares para a escola não é um castigo, também tu andas preocupada e a tentares arranjar soluções…. que a professora grita porque não sabe outra a forma de lidar com eles… para ele não ter medo, que não é má pessoa, não lhe vai fazer mal… só não sabe outra forma de comunicar com eles… Explica-lhe também, não para o deixares mais nervoso, mas para ele saber o que o espera, que o facto de mudar de escola pode não ser garantia de nada, é um risco… fala com ele e vê como reage… eles por vezes surpreendem-nos, dão-nos verdadeiras lições de vida… eles são os nossos mestres.

Já agora outra daqueles perguntas, que não têm nada ou tudo haver… aquele rapaz “Nuno Pedro” que alguém (o Tito) fala no teu blog é um rapaz do INEM, que morreu num acidente de automóvel no Sab 29 de Setembro??? É que quando ia a “falar” contigo esta manhã, antes de te escrever… fez-se luz e pensei nisso…, que devemos estar próximas uma da outra…

Fica bem, e mais uma vez: Muita LUZ, para a Luz… bem precisas
De Luz a 18 de Outubro de 2007 às 12:31
Olá Tiz !

Já conversei com ele, já lhe expliquei que não se pode andar a mudar eternamente e já marquei uma reunião o Director do Conselho Educativo de uma escola aqui perto por forma a tentar arranjar vaga para ele.

Conversar com a escola onde ele está é o que ando a fazer desde o início do ano lectivo e o sucesso das minha conversas é o que está à vista. Dizem-me que há crianças que chegam a levar 2 meses a adaptar-se, o que não duvido , mas na adaptação ou processo adaptativo deduz-se que vai de pior para melhor e o meu filho vai precisamente no caminho inverso, mas ninguém tem ligado a isso.

Acredito que haja crianças que se adaptam melhor usando tácticas como "amanhã não podes chorar" mas o meu filho não é de todo assim Tiz , assim que ele ouve uma coisa assim regride tudo o que conseguiu até aquele momento. Não é de todo uma criança fácil, eu sei, eu também não fui e acho que por isso fico tão aflita, revejo-me nele, e o resultado não foi o melhor. Não saí prejudicada a nível de aprendizagem mas noutros aspectos foi muito complicado. Ainda hoje sou capaz de jurar, que se vir a minha professora primária, serei capaz de a reconhecer, mas não pelas melhores razões. Só de pensar nela sinto revolta. E é isto que eu quero evitar , que ele cresça revoltado, que foi como eu cresci...
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá Tiz ! <BR><BR>Já conversei com ele, já lhe expliquei que não se pode andar a mudar eternamente e já marquei uma reunião o Director do Conselho Educativo de uma escola aqui perto por forma a tentar arranjar vaga para ele. <BR><BR>Conversar com a escola onde ele está é o que ando a fazer desde o início do ano lectivo e o sucesso das minha conversas é o que está à vista. Dizem-me que há crianças que chegam a levar 2 meses a adaptar-se, o que não duvido , mas na adaptação ou processo adaptativo deduz-se que vai de pior para melhor e o meu filho vai precisamente no caminho inverso, mas ninguém tem ligado a isso. <BR><BR>Acredito que haja crianças que se adaptam melhor usando tácticas como "amanhã não podes chorar" mas o meu filho não é de todo assim Tiz , assim que ele ouve uma coisa assim regride tudo o que conseguiu até aquele momento. Não é de todo uma criança fácil, eu sei, eu também não fui e acho que por isso fico tão aflita, revejo-me nele, e o resultado não foi o melhor. Não saí prejudicada a nível de aprendizagem mas noutros aspectos foi muito complicado. Ainda hoje sou capaz de jurar, que se vir a minha professora primária, serei capaz de a reconhecer, mas não pelas melhores razões. Só de pensar nela sinto revolta. E é isto que eu quero evitar , que ele cresça revoltado, que foi como eu cresci... <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Tiz</A> , obrigada pela tua ajuda, se poderes continua! Eu só tenho este, não tenho a mínima experiência, a que tenho adquiri com ele. <BR><BR>Quanto à tua pergunta... sim, é mesmo dele que o Tito fala. Conheces Tiz ?????????? <BR><BR>Fica bem <BR><BR>luz
De Tiz a 18 de Outubro de 2007 às 13:08
Luz

Na parte de adaptação à escola tb não tenho nenhuma experiência… vou te dizendo apenas aquilo que sinto…
O que aconteceu mais parecido foi com meu filho mais velho, depois de insistir em ir para um campo de férias (neste verão), no seg dia quis vir embora, desatou a chorar ao telefone… e eu fiz o que o meu coração mandou: incrivelmente, contra todas as expectativas (até mesmo as deles), não fui… ainda fiz “pior”, fomos visitá-lo no fds e “obriguei-o” a lá ficar, e ele a chorar tinha-me dito: “pensava que os pais queriam o melhor para os filhos…” não me perguntes porque fui tão cruel… sim, virei-lhe as costas e quase que fugi para o carro (deves conhecer essa sensação), quando arranquei com o carro disseram-me que ele veio a correr a traz, nem olhei… fiz o que o meu coração mandou, senti que era o melhor para ele, foi horrível, posso dizer que foram as duas semanas piores, enquanto mãe e de toda a minha vida… não tem lógica mas foi o que senti: estava a fazer o que era melhor para ele.

E foi: ele cresceu, nós aqui em casa tamb… quando pensava que ele nunca mais me iria perdoar, fiquei surpreendida… quando o fui buscar ele estava um menino diferente, mais solto, sorridente, feliz (veio a cantar as canções que aprendeu, e a falar: “para o ano, quando vier, tens de me mandar calças de ganga”)… ainda hoje falamos do campo de férias e do que aprendeu.

Quanto à ultima pergunta: não conhecia, sei é quem é o outro senhor envolvido no acidente (sou amiga de alguns familiares dele).
Um beijo, vamos falando
Tiz
De Tiz a 18 de Outubro de 2007 às 13:21
Já agora um miminho para colorir o teu dia

Tiago Bettencourt & Mantha - Canção Simples
http://br.youtube.com/watch?v=_B5KwtvHg4g

Fica bem
Tiz
De Luz a 18 de Outubro de 2007 às 13:49
Admiro a tua coragem, não sei se tinha!
Há quem diga que o meu problema é só ter um, mas eu não quero mais. Há também quem diga que não devia ligar nenhuma a estas dificuldades dele, mas não sou capaz de o fazer, acho grave demais.

O Mundo é mesmo pequeno Tiz !
O Sr. ficou bem? Pelo que sei o Sr. não teve culpa nenhuma...

Beijinho

Obrigada por tudo... e pela música.
De sara campos a 18 de Outubro de 2007 às 14:52
Olá Luz
Eu ainda não tenho filhos e não compreendo bem a dimensão do teu problema.
Mas concordo com tudo o que li aqui. Penso que tens de continuar a falar com o teu filhote com muita compreensão e amor, como se ele já fosse um adulto e na prática resolver isto na escola e junto dos professores.
Não andes ansiosa porque certamente ultrapassarão este obstáculo.
Muita calma, força e diálogo :D
Beijinhos
De Andreia a 19 de Outubro de 2007 às 15:15
Até dá dó, ler o seu post de hoje, só dá vontade de dar miminhos!
Já pensou em pô-lo em regime de escola em casa?
Pouca gente sabe, mas não é só na américa que existe, e agora com a escola virtual da porto editora,que eu recomendo vivamente,é mais fácil seguir o programa curricular! Muitos beijinhos para o seu menino lindo,forte e corajoso e um xi muito apertadinho!
De elisabeteepedro@gmail.com a 19 de Outubro de 2007 às 18:13
Olá Luz! Perdoa-me por não ter andado a dar muita atenção, pois o tempo não "estica". Pude perceber, no teu blog, que estás a passar uma fase difícil da tua vida. Ainda não li muito, mas o que li deu para perceber que é o teu filhote que está com problemas de adaptação na escola. Se achares pertinente ou se vires que a situação não muda, podemos falar um pouco, talvez possa dar uma ajudinha psicológica. Seria bom falares com a professora dele.
Beijinhos
De elisabeteepedro@gmail.com a 19 de Outubro de 2007 às 18:15
Desculpa Luz, não te disse quem sou.
DTA
Lisá

Comentar post

Horas de Luz

online My Great Web page http://www.facebook.com/BENCAOmtc

Etiquetas

abandono crianças(2)

acupunctura(1)

animais(2)

aniversário; afectos(1)

aniversário; filho(1)

anorexia(1)

bencao(1)

boneca(1)

crenças(1)

desabafos(1)

dimensões(1)

esmeralda(4)

espanha(1)

férias(1)

fernando pessoa(2)

filho(7)

filhos; silêncio(1)

filmes(2)

fitoterapia(1)

fotofobia(1)

hipocrisia(1)

índigo(1)

ivg(2)

livros(2)

mário quintana(1)

natal(2)

poemas(1)

recordações(1)

regresso(1)

revolta(5)

ridículo(2)

saúde(3)

sensibilização(2)

séries(1)

tourada(1)

triste(1)

vida(5)

todas as tags

Award Oferecido

pelo Joseph

Visitantes

Locations of visitors to this page

subscrever feeds