Luz

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

A minha Tulu

Presente da Luz

Estou confusa - Assunto T...

AAAHHHHHHHHHHHHH

Exposição solar

Qual será o "Sindrome"?

Boneca da Luz

Estaremos, só por acaso, ...

7 da manhã, olho aberto

Que silêncio

Palavras para quê...

Haja justiça

Passado da Luz

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Boneca da Luz

Meez 3D avatar avatars games

Awards e Prémios

Da Sonjita, do Bento, da Rosa Xhoque, da Ângela, do Dark, da Andie. ADORO-VOS!

Prémio Rosa Xhoque

Da Ângela, Sonjita, Andie, Miss Crash, do Pandora, da Miss T, do Zizi Bento.

Sábado, 20 de Outubro de 2007

Mais Novidades

O meu filhote está em casa desde Quinta-Feira. Falei com o Pediatra, expliquei-lhe o que se estava a passar e combinamos que se para a semana estivesse tudo igual tomaríamos outras medidas por forma a que ele dormisse.

 

Já falei disto num comentário mas não nos post :

Na Quinta-Feira, depois do meu filho muito me pedir para mudar de escola e de me indicar peremptoriamente para onde queria ir, marquei uma reunião com o Director do Conselho Executivo, foi formidável, na escola onde ele está ainda não encontrei ninguém assim. Conversamos bastante tempo, expliquei-lhe tudo o que se tem passado, disse-lhe que já falei com o meu filho e lhe disse que mudar pode não resolver, expliquei-lhe tudo, mesmo tudo. Falei-lhe da minha preocupação de ele estar a começar tão mal o 1º ano, que tenho medo que ele se "perca".

 

Disse-me que tinha vaga para ele. Acho que os meus olhos até brilharam!

 

Combinamos que na Segunda-Feira iria com o meu filhote ver a escola. Prontamente se disponibilizou em falar, no dia de ontem, para a será a nova professora caso tudo corra bem na Segunda-Feira, e falou! Já falei com ela ontem e já sabia de tudo o que se estava a passar. Se tudo correr bem pode começar na Terça-Feira.

 

Vou lá logo de manhã para que depois possa tratar da transferência , ir buscar as coisas dele à escola e para lhe comprar livros novos (os manuais adaptados não são os mesmo, é normal).

 

O meu filhote está mais calmo, mas ainda não totalmente. Pergunta se tem de voltar à escola para ir buscar as coisas, expliquei-lhe que não, que farei tudo sozinha. Questionei-o se se queria despedir de alguém, disse-me que não, que não quer lá voltar.

Tentei tranquiliza-lo mas estás com medos perfeitamente inexplicáveis (eu pelo menos não os entendo), ele até manifestou o medo de a professora não querer devolver as coisas dele para o reter lá, vejam se isto tem cabimento, mas ele manifesta estes medos, expliquei-lhe que ela não fará isso. Perante a insistência dele em imaginar um cenário assim expliquei-lhe que imaginando que isso aconteceria eu chegaria lá pegaria nas coisas dele e viria embora. Insistiu para eu imaginar um cenário pior...

- Filho, isso não vai acontecer, não penses nas coisas assim!

- Mas imagina, imagina que não conseguias trazer as minhas coisas?

- Oh filho, se não conseguisse... mas eu vou trazer não te preocupes... se não conseguisse comprava tudo novo!

- Ahhhhhhhhh ... encontras tudo igual?

- Sim, iria aos mesmos sítios.

- Mas há mamãs que não podem comprar tudo novo!

- Pois há, infelizmente!

- Mas vais lá sozinha, não é?

- Oh filho, que te fizeram? O que ainda não me contaste amor?

- Nada... deixa lá...

 

E pronto estamos neste pé...

 

As noites continuam muito complicadas, mas com a graça de Deus está a alimentar-se bem melhor.

 

Segunda vamos então tratar de tudo.

Quando for buscar as coisinhas dele acho que vou agradecer imenso a ajuda que me deram (estou a ser irónica ). Falei com eles vezes sem conta e tudo o que me disseram foi que era a adaptação, sem nunca se preocuparem se o meu filho andava lá o dia todo sem comer e sabe Deus mais como.

Sempre dei indicações para que não o obrigassem a comer, acho que é a pior coisa que se pode fazer e com o feitio que o meu filho tem encara a coisa muito mal. Descobri que apesar de todas as minhas indicações ainda há quem o tente obrigar. A minha reacção não foi a melhor, Segunda-Feira voltarei a falar do assunto, não no sentido de não o voltarem a obrigar porque ele não estará lá para o poderem fazer, mas no sentido de lhes mostrar o quanto prejudicam crianças como ele (mesmo assim tenho dúvidas que entendam, mas fica dito).

 

Obrigada a todos os que de uma forma me têm tentado ajudar, obrigada do fundo do meu coração.

 

 

Etiquetas:
Por Luz às 08:27
Link do post | Comentar
|
5 comentários:
De miguel a 21 de Outubro de 2007 às 15:43
felicidades para si e para a criança. que tudo corra finalmente pelo melhor.
De Tiz a 22 de Outubro de 2007 às 00:22
Olá Luz

Fiquei muito contente com o desenrolar dos acontecimentos. Parece que tudo se desbloqueou no sentido de encontrares o melhor caminho. O que parecia muito complicado, como que por “magia”, torneasse simples – tudo ficou iluminado.
Fico mesmo feliz por ti e por o teu filhote.
Espero que tudo corra por o melhor… vamos falando.

Quanto ao outro assunto: penso que o outro sr. Ficou bem, foi hospitalizado, mas nessa mesma noite foi para casa.

Bjos, Tiz

De Luz a 22 de Outubro de 2007 às 17:11
Olá Tiz!

Como estão os pesadelos do teu pequenino?

Bjs

Luz
De Tiz a 23 de Outubro de 2007 às 00:33
Olá Luz
Quanto aos pesadelos…Ando a estudar a relação dos acontecimentos que levaram aos pesadelos e parece que estou a chegar à causa-efeito, estão mais ao menos relacionados com a escola: ele adora a escola, a professora, até agora só se “queixou” de uma colega… um dia uns arranhões feitos por ela, outro dia um pontapé na cabeça e por aí… achei que a miúda era traquina e não valorizei, expliquei que devia ser sem querer…

Há duas semanas a professora trocou-lhe a colega de carteira… e a traquina foi para ao lado dele… combinamos se ela se portasse muito mal eu iria falar com a professora, mas as coisas pareciam tranquilas, ele nunca mais se queixou, eu vou-lhe perguntando, ele diz que ela se porta mais ao menos… ele continua a dizer: Adorei a escola, mas acho que o inicio dos pesadelos coincidem esta mudança de colega de carteira.

Vamos a toda a história: ele está muito bem na sala, quando chega à hora de dormir, vai para o quarto e volta aflito com uma dor (pode ser dor de cabeça, barriga, qualquer uma serve) quando lhe digo que está tudo bem… começa a chorar a dizer que já sabe que vai ter pesadelos…
Na quarta-feira perguntei-lhe o que é que ele achava que eu podia fazer para acabar com os pesadelos, resposta: dormir contigo… Depois confrontei-o com o facto de os pesadelos acontecerem apenas na nossa casa, quando dorme na casa da avó não se queixa dos pesadelos, então ele respondeu: então deixa-me ir viver com a avó. Disse-lhe que isso estava fora de questão e que ira pensar numa forma de resolver o problema.

No fim-de-semana ficaram todos com a avó (excepcionalmente fui passar o fds fora e deixei-os lá em casa logo na quinta à noite), quando chegou a hora de dormir… voltou agarrado à barriga, estava cheio de dores… a minha mãe não foi na conversa e perguntou-lhe o que se passava e depois de insistir ele lá resolveu dizer: é que não sei o que se vai passar quando eu morrer… a minha mãe quis saber de onde vinha a essa preocupação… ele lá foi dizendo que era a nova colega de carteira que estava sempre a falar da morte e que lhe metia medo. A minha mãe e o irmão lá o tentaram acalmar, dizendo que tinha de controlar esses pensamentos, quando esse pensamento aparecia tinha de o mudar para um que fosse mais agradável e parece que resultou, pois o resto das noites não tiveram mais história.

Regressei ontem à noite e com uma nova estratégia (nada como uma certa distancia para surgirem ideias “brilhantes”): comprei um móbil com uns peixinhos e uns sininhos (vulgarmente chamado espanta-espiritos), coloquei por cima da cama dele e dei-lh também a “pedra-magica” para ele pôr debaixo da almofada.
Disse-lhe que aqueles dois presentes eram para o proteger durante a noite…. parece que resultou (pelo menos a noite de ontem correu bem, apareceu na minha cama, mas só foi para os miminhos, disse que não teve nenhum pesadelo).
Hoje foi muito tranquilo para a cama (verificou se a “pedra-magica” continuava debaixa da almofada), vamos ver como vai correr a noite...

De qualquer das formas acho que devo falar com a professora…

Um beijo e desejo-te muita luz para amanhã que é um dia muito importante. Que tudo corra pelo melhor.
Tiz

De Luz a 24 de Outubro de 2007 às 09:05
Olá Tiz ,

O meu filho passou um mau bocado com as agressões ao início do ano. Depois de falar inúmeras vezes com a professora e com a escola, mas apesar disso ele continuar a aparecer todo negro em casa, adoptei medidas drásticas, de manhã quando o levei à escola estive com muita atenção para entender como era a rotina das duas crianças que o agrediam. No dia seguinte apanhei-os sozinhos e sem ninguém me ver e ouvir disse-lhes com o maior sorriso na cara "a próxima vez que tocarem com um dedo que seja no meu filho quem vos põe todos negros sou eu, e se contarem a alguém o que acabei de vos dizer ainda ficam mais".
Resultado:
Felizmente funcionou, porque se não tivesse funcionado eu ficaria sem saber o que fazer, porque bater-lhes não ia , tive sorte e as crianças acreditaram, mas as ditas são de tal índole que arranjaram outras vítimas...
Espero que na escola em que está o teu filhote tenham sensibilidade para este tipo de situações, na escola onde o meu estava eram umas perfeitas bestas (desculpa o termo mas não arranjo outro) em relação a isto, partiam do principio que as crianças tinham de se defender, mas nem todos são agressivos, mal educados e sem princípios. Agora onde ele está não acredito ter problemas destes. São situações que me preocupam porque muitos deles começam a não querer ir para escola por causa de crianças destas, tanto lutamos para que os nossos filhos estejam bem e miúdos tão pequenos conseguem deitar tudo por terra...

bjs
Luz

Comentar post

Horas de Luz

online My Great Web page http://www.facebook.com/BENCAOmtc

Etiquetas

abandono crianças(2)

acupunctura(1)

animais(2)

aniversário; afectos(1)

aniversário; filho(1)

anorexia(1)

bencao(1)

boneca(1)

crenças(1)

desabafos(1)

dimensões(1)

esmeralda(4)

espanha(1)

férias(1)

fernando pessoa(2)

filho(7)

filhos; silêncio(1)

filmes(2)

fitoterapia(1)

fotofobia(1)

hipocrisia(1)

índigo(1)

ivg(2)

livros(2)

mário quintana(1)

natal(2)

poemas(1)

recordações(1)

regresso(1)

revolta(5)

ridículo(2)

saúde(3)

sensibilização(2)

séries(1)

tourada(1)

triste(1)

vida(5)

todas as tags

Award Oferecido

pelo Joseph

Visitantes

Locations of visitors to this page

subscrever feeds