Luz

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

A minha Tulu

Presente da Luz

Estou confusa - Assunto T...

AAAHHHHHHHHHHHHH

Exposição solar

Qual será o "Sindrome"?

Boneca da Luz

Estaremos, só por acaso, ...

7 da manhã, olho aberto

Que silêncio

Palavras para quê...

Haja justiça

Passado da Luz

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Boneca da Luz

Meez 3D avatar avatars games

Awards e Prémios

Da Sonjita, do Bento, da Rosa Xhoque, da Ângela, do Dark, da Andie. ADORO-VOS!

Prémio Rosa Xhoque

Da Ângela, Sonjita, Andie, Miss Crash, do Pandora, da Miss T, do Zizi Bento.

Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Filhos. Para quê?

Ontem ao ler um post da Dual fiquei a pensar que muitos têm filhos só porque é isso que certamente se espera deles.

Não se ofendam comigo, mas honestamente não entendo porque certas pessoas têm filhos.

Estou longe de ser um primor de mãe, todas nós temos os nossos defeitos, mas julgo seriamente ser necessário pensar antes de os ter ou pelo menos ter a capacidade de fazer adaptações na nossa vida, quando eles não são programados e decidimos levar a gravidez à vante.

Eu não consigo entender que se deixe um filho das 7h às 19h na escola, nem que se "despache" a criança para casa de A, B ou C, para que possamos continuar a ter a mesma vida que tínhamos antes de os ter-mos.

Sei que este post vai merecer muita contestação, ou simplesmente o vão ignorar por não concordarem ou se enquadrarem no perfil, mas não deixarei de escrever o que penso por isso. Nunca o fiz!

É sabido e julgo que aí estamos de acordo, para ter filhos é necessário ter tempo para eles.

Nenhuma playstation e afins substituem o amor de pais, atenção e orientação. Mas não é sabido por todos.

Não se tem de deixar de trabalhar para os ter, não é isso, mas dever-se-ia ter em atenção o horário praticado. Alguém deve ter um horário normal na casa.

Não me parece desculpa válida que a vida é assim mesmo. Não é bem assim. Acho que mais vale não os ter do que não lhes poder dispensar tempo. Tê-los porque sim e não ter tempo para eles com a desculpa de que se trabalhar mais se tem mais possibilidades económicas é egoísmo e não qualidade de vida!

Os bens materiais não são tudo! E quem acha que são, então julgo que escolher seria o indicado.

Será que estes pais já perguntaram aos filhos quais as suas preferências? Duvido! Certamente ficariam surpreendidos como o novo jogo era facilmente trocado por 2 horas de atenção.

Não temos de nos anular como pessoas, como homens nem como mulheres para conseguirmos dar mais atenção aos nossos filhos.

Já ouvi, mais vezes do que gostaria "eu quase não tenho tempo para estar com ele(a), mas deixo-a com os avós". Mas afinal quem são os pais? Os avós? Cabe aos avós criar os nossos filhos? Eles até podem gostar, mas a referência deles não vão ser os pais. Em adultos vão dizer que os pais são uns mas quem os criou são outros. Ficam felizes com isto?

Os filhos não têm de ser algo que se tem porque é comum, é o ciclo normal, é algo que a sociedade e só a sociedade definiu como ordem natural das coisas. Quantos não sentem a mínima vocação para os ter e têm só porque a sociedade e a família o "exige"? É isso que esperam deles e por isso o fazem. Quantos?

O nosso país, e tantos outros precisam de crianças, mas de crianças felizes, com bases, com atenção, com um jantar em família, com tempo para se brincar com eles, com tempo para se ajudar a fazer os trabalhos, com tempo para nos apercebermos se alguma coisa não está bem, com tempo para os estimularmos nos diversos tipos de aprendizagem, com tempo para a educação, para os valores... Para tudo o que uma criança tem direito!

 

Não interessa o que os outros querem de nós, interessa que se seja capaz de avaliar e decidir sem egoísmo.

 

E os que em vez de um têm muitos, e os mais velhos tratam dos mais novos... E a infância deles? Tem mesmo de ser prejudicada? Têm de deixar de ser crianças para tratar de outras crianças que não foram eles que quiseram?

 

Não entendo estas mentalidade!

Por Luz às 11:41
Link do post
|
De NaRiZiNHo a 10 de Janeiro de 2008 às 12:35
Acho que hoje me vou alongar, já deves saber disso :)
Antes demais, eu dou-te razão e desta vez é mesmo a 100%. Sinto-me em condições de falar mesmo ainda não sendo Mãe no verdadeiro sentido, como já sabes.
Eu mudei de profissão já a pensar nos filhos. Já sei que me vão cair em cima mas quero lá saber, é mesmo isso: deixei as TI para passar a exercer a profissão de docente. Andei 5 anos da minha vida a matar as pestanas para me licenciar em algo que gostava e me queria dedicar mas depois conheci a cara metade e apercebi-me de outros valores mais importantes que a realização profissional - a família.
Um de nós teria que ceder, nada foi imposto e como docente sei que terei mais tempo livre para dedicar aos meus filhos do que ambos os pais a trabalharem nas TI e não terem horas para chegar a casa.
Só vou dar um exemplo: um docente tem uma convocatoria com 48h de antecedência, um analista de SI poor vezes tem uma convocatória 1 minuto antes de sair do emprego.
Um docente muda de escola, quanto muito 1x por ano, um analista de SI muda de cidade de 8 e 8 dias se não for menos.
Dinheiro não é tudo na vida, claro que faz falta para sobrevivermos mas temos que ponderar bem até que ponto queremos assim tanto.

Tenho vários exemplos na escola. Estando eu numa sala de informatica, são muitos os miúdos que depois das 17h vão para lá porque não têm mais aulas e têm de passar o tempo à espera que os pais os vão buscar á escola às 18:30.

Outro exemplo, e desta vez na família: o meu irmão. Infelizmente ele não disponibiliza o tempo que deveria ao seu filho. Nota-se os efeitos que isso tem...

Por fim, cá em casa já se prepara a nossa vida para receber o benjamim da família. Queremos gozar bem esta fase, temos noção de que as coisas não vão ser fáceis mas iremos fazer um grande esforço nesse sentido. Muitos hábitos estão a ser mudados, para que depois não nos arrependamos de não termos usufruido dos primeiros anos de vida do aRTiSTa.

Este filho é muito desejado, já algum tempo, como casal fizemos alguns sacrificos no início da nossa vida a dois, foi uma dediação a 100% à nossa formação, ao melhoramento da nossa carreira, para mais tarde termos mais tempo para dedicar aos nosso filhos.
:-*
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Horas de Luz

online My Great Web page http://www.facebook.com/BENCAOmtc

Etiquetas

abandono crianças(2)

acupunctura(1)

animais(2)

aniversário; afectos(1)

aniversário; filho(1)

anorexia(1)

bencao(1)

boneca(1)

crenças(1)

desabafos(1)

dimensões(1)

esmeralda(4)

espanha(1)

férias(1)

fernando pessoa(2)

filho(7)

filhos; silêncio(1)

filmes(2)

fitoterapia(1)

fotofobia(1)

hipocrisia(1)

índigo(1)

ivg(2)

livros(2)

mário quintana(1)

natal(2)

poemas(1)

recordações(1)

regresso(1)

revolta(5)

ridículo(2)

saúde(3)

sensibilização(2)

séries(1)

tourada(1)

triste(1)

vida(5)

todas as tags

Award Oferecido

pelo Joseph

Visitantes

Locations of visitors to this page

subscrever feeds