Luz

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

A minha Tulu

Presente da Luz

Estou confusa - Assunto T...

AAAHHHHHHHHHHHHH

Exposição solar

Qual será o "Sindrome"?

Boneca da Luz

Estaremos, só por acaso, ...

7 da manhã, olho aberto

Que silêncio

Palavras para quê...

Haja justiça

Passado da Luz

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Boneca da Luz

Meez 3D avatar avatars games

Awards e Prémios

Da Sonjita, do Bento, da Rosa Xhoque, da Ângela, do Dark, da Andie. ADORO-VOS!

Prémio Rosa Xhoque

Da Ângela, Sonjita, Andie, Miss Crash, do Pandora, da Miss T, do Zizi Bento.

Sábado, 8 de Março de 2008

Acho que expliquei mal

Acho que me expliquei mal no post "Eu pecadora me confesso".


Do barulho falava em casa ou em privado.
O meu filho não é de todo barulhento, mas tem dias mais excitado em que lhe peço moderação.

 

Referia-me a coisas como:

Hoje à tarde vou com ele ao parque. Certo e sabido que quando chegar a casa vai directo para a banheira, mas não estou no parque a dizer (como vejo muito fazerem) não caias no chão, olha que te sujas, não escorregues (no escorrega) de cabeça sujas a mãos quando as apoiares no chão, corre de vagar senão entram pedras para os ténis ... É este tipo de coisas.

 

Quando estou lá fora a tratar das flores ele mexe na terra, suja-se todo... Eu deixo! Mas muitos pais não permitem. Os putos nem se divertem. São do género não te podes sujar mas podes ser mal educado. Os miúdos crescem sem saber o que é andar descanso em cima de terra (não me refiro à da rua), sem a sentirem, sem aproveitarem um dia em pleno, entrarem em casa irem a correr para a banheira, comem e caiem para o lado.

 

Muitos que têm família em aldeias, mas são da cidade, vão para lá cheios de 9 horas... Faz-me confusão.

 

Nasci e fui criada em Lisboa, tinha família no Norte e ia lá várias vezes ao ano. Soube o que era mexer em batatas, alfaces, cenouras, cebolas acabadas de sair da terra, o que é pegar e cabritinhos acabados de nascer, andar descalça no chão - este chão é o nome que se dá a pequenas hortas, não o chão onde andamos -, soube o que era trepar a árvores (da minha madrinha) e apanhar dióspiros , amoras, peras, maçãs. Soube o que era brincar com coelhos, cães, gatos, porcos bebés.

Chegava a casa numa lástima, toda suja, mas divertia-me imenso!

 

Era a este tipo de coisas a que me referia...

Por Luz às 09:00
Link do post | Comentar
|
6 comentários:
De andie a 8 de Março de 2008 às 09:45
Ora bom dia! Pois, as mães acordam sempre primeiro,não é?
Ao ler o post d'hoje, só pensava:"ai que bom,quem me dera!" mas, já disse, todas as gerações que conheçi da minha família são citadinos...ainda assim, lembro-me da casa onde nasci de ter garnizés,galinhas,laranjeira e limoeiros e de como era bom no Verão, lavar o pátio e levar uma mangueirada no final, pedia sempre "posso tomar banho, aqui,de mangueira,posso?!" Adorava!
Jinhos,bom fim de semana!
De Renato Miguel Araújo a 8 de Março de 2008 às 10:17
Ora nem mais! É exactamente assim, basicamente há um tempo e um lugar para tudo.
Também sou do Norte, nasci numa aldeia e durante muito tempo tinhas animais lá em casa e tudo, para mim a terra, os bichos, as árvores, a fruta roubada, tudo era tão natural que nem ligava. Hoje, a aldeia onde cresci é já uma vila toda industrializada e o meu sobrinho que ainda lá vive tem que se esforçar para ter acesso a essas coisas e ainda por cima tem uma daquelas mães todas cócós que não o deixa fazer nada, mas o puto é manhoso e manda-se para casa do avô para se embrenhar na natureza. Já a minha sobrinha que vive em Nova York, tadita, mal sabe o que é uma galinha, mas adora vir a Portugal nas férias e andar descalça nos quintais da avó e dos tios ou ir para casa da minha mãe onde se pode andar sempre descalço, ir ao banho à praia e encher a casa de areia e conchas!lol
Lá está, um tempo e um lugar para tudo... e estes tempos estão cada vez mais esquecidos, o que é que se passa, os jovens da minha geração que já são pais não se apercebem que foi isto que os fez?
beijo
De Zizas a 8 de Março de 2008 às 11:05
Pois, e que essas pessoas cheias de nove horas, muitas vezes esquecem as suas origens, aliás acho que anda tudo a esquecer que somos de um país de agricultores de mato e de campo, que foram os nossos avós e bisavós que com a força dos punhos e das enxadas desbravaram este país, e tiveram seis e mais filhos, que a seu tempo 5 em cada seis partiram para as cidades e esquecerem o campo, eu também acabei por fugir para a cidade mas não renego o campo, ainda ontem falava com uma colega do serviço das saudades de andar a regar na horta descalço, das lutas de lama com a minha irmã, ainda gosto de passear pelos campos, pegar numa enxada se preciso for, (agora faz-me mais "borregas" bolhas nas mãos lol), não há nada melhor que comer figos de manhã ir passear pela ribeira de aguas frias que gelam os ossos, passear por lameiras de onde saltam mil gafanhotos, etc etc, a pois Luz ,amoras, já não me lembro da ultima vez que as comi. grandes e pretas (estas mais difíceis de achar), quentes com pós dos caminhos nada fazia mal, ou "galula" a flor do marmeleiro comia sem me fartar :)...
Já me devo estar a desviar um pouco do assunto :)
Beijinhos
De andie a 8 de Março de 2008 às 11:18
Ai, Bento, que raiva!!!, pronto, não te vanglories com as amoras, please! Isso é de mais!LOL! Não dá para me enviares por correio?!
GRRR! (INVEJA)
Jinhos!
De Luz a 8 de Março de 2008 às 11:36
É tal como o Bento está a descrever.
Especialmente porque sabiamos o que poderiamos comer. O que tinha ou não insecticidas etc
As uvas acabadas de apanhar, era passadas na camisola e estavam boas para comer, não havia, tal como o Bento disse, má disposição por se comer frutos quentes (no verão costumam estar lá mais de 40 graus) nem com pó nem com coisa alguma...
Subir ao barrocos (não estilo barroco, é mesmo aos barrocos) esfolarmo-nos todos...

É muito bom!
bj
De Zizas a 8 de Março de 2008 às 14:07
O Andie, se pudesse até mandava umas pelo correio, mas ainda não é tempo delas, :) la para Agosto Setembro, e mesmo assim das que eu conheço estão a 220Km, :). Mas no verão procura no campo que o que não falta neste país são silvas...

Comentar post

Horas de Luz

online My Great Web page http://www.facebook.com/BENCAOmtc

Etiquetas

abandono crianças(2)

acupunctura(1)

animais(2)

aniversário; afectos(1)

aniversário; filho(1)

anorexia(1)

bencao(1)

boneca(1)

crenças(1)

desabafos(1)

dimensões(1)

esmeralda(4)

espanha(1)

férias(1)

fernando pessoa(2)

filho(7)

filhos; silêncio(1)

filmes(2)

fitoterapia(1)

fotofobia(1)

hipocrisia(1)

índigo(1)

ivg(2)

livros(2)

mário quintana(1)

natal(2)

poemas(1)

recordações(1)

regresso(1)

revolta(5)

ridículo(2)

saúde(3)

sensibilização(2)

séries(1)

tourada(1)

triste(1)

vida(5)

todas as tags

Award Oferecido

pelo Joseph

Visitantes

Locations of visitors to this page

subscrever feeds