Luz

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

A minha Tulu

Presente da Luz

7 da manhã, olho aberto

Só me apetece fugir

Obrigada

Vamos lá às novidades

Mais Novidades

Perder para se ganhar

Adaptação

Passado da Luz

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Boneca da Luz

Meez 3D avatar avatars games

Awards e Prémios

Da Sonjita, do Bento, da Rosa Xhoque, da Ângela, do Dark, da Andie. ADORO-VOS!

Prémio Rosa Xhoque

Da Ângela, Sonjita, Andie, Miss Crash, do Pandora, da Miss T, do Zizi Bento.

Sábado, 10 de Julho de 2010

7 da manhã, olho aberto

É o mal do quebrar o hábito, filhote fora de casa e eu parva em vez de descansar... só dormi 5 horas!

Etiquetas:
Por Luz às 09:52
Link do post | Comentar
|
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Só me apetece fugir

Desde as 16h...

 

Eu - Filho, os trabalhos...

Ele - Vou agora...

 

Eu - Filho...

Ele - Já estou a começar

 

Eu - Filho o que estás a fazer? Isso não são os trabalhos

Ele -  Espera, estou a desenhar um meteorito...

 

Eu - Pronto e agora?

Ele - Agora estou a pintar o meteorito...

 

Ele - O que achas do meu meteorito?

Eu - Acho que está lindo e está a dizer-te que os trabalhos ainda não estão feitos.

 

Ele - Olha não podes ser tu a fazer estas letras?

Eu - Desculpa?

Ele - Nada esquece...

Eu - Ah bom...

 

Ele - Snif snif

Eu - O que foi agora?

Ele - Eu não gosto de letras, só de números e tenho sempre letras para fazer buááááá

Eu - Filho... os trabalhos de casa servem para combater as dificuldades, tu não tens qualquer dificuldade com os números, tens de fazer letras...

Ele - Snif , está bem...

 

(vou à cozinha, quando volto...)

 

Eu - Bem (já passada) mas agora não estás a fazer os trabalhos porquê?

Ele - Esqueci-me de desenhar o Dinossauro que desapareceu com o meteorito...

Eu - Se desapareceu não precisas de o desenhar, toca a fazer os trabalhos!

Ele - Buuuuáááááááá

Eu - Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

 

 

Moral da história, ou muito me engano ou a constipação com que anda à dois dia vai piorar esta noite... não, não estou doida, ele quando começa a ficar doente fica com uma birra que ninguém o atura.

Etiquetas:
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Obrigada

A adaptação à escola nova correu muito bem, tão bem que já não quer feriados a interromper o divertimento.

Agora sim tenho de volta o meu filhote!

Anda alegre, bem disposto, os pesadelos simplesmente terminaram, come normalmente inclusive na escola.

 

A mudança foi a melhor coisa que eu podia ter feito.

 

Muito obrigada pelo vosso apoio!

Etiquetas:
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

Vamos lá às novidades

O meu pequenino lá foi para a escolinha nova, no primeiro dia choramingou mas quando o fui buscar estava alegre e bem disposto.

 

Voltou a dormir, já dorme como sempre dormiu - toda a noite - hoje pela primeira vez este ano lectivo saiu de casa com o pequeno almoço no estômago - como é suposto - foi todo o caminho calmo e sereno sem se queixar de má disposição. Ainda não vomitou uma única vez esta semana.

 

Ainda só o deixo na escola no tempo de aulas, e tem vindo almoçar a casa, para a semana começa a ir às actividades, estou a fazer a adaptação aos bocadinhos.

 

A professora não tem nada a haver com a anterior, palavras dele. E não tem mesmo, com esta falo e com a outra era impossível, já para não falar do dia em que fui buscar as coisas dele... enfim, como ainda não tinha o deferimento na mão e por isso deixei umas quantas coisas por dizer e ainda não arrumei o assunto no meu cérebro. Pode ser que ainda a veja quando for reaver o que já tinha pago da alimentação...

Esta professora já tem uma forma de pensar diferente, uma coisa tão simples como o nome a outra fazia um bicho de 7 cabeças, isto porque em casa chamamos o nosso filho pelo segundo nome, embora ele saiba escrever os dois, só ouve o segundo, na pré também só o chamavam pelo segundo e quando é chamado pelo primeiro nem se lembra que se estão a dirigir a ele e esta situação era motivo para a outra criatura ralhar com ele... tanto que ainda tenho para lhe dizer.

Tenho uma grande dificuldade em lidar com o que não digo, se tivesse dito nem estava para aqui a falar disto, é como se o meu mal estar com a pessoa ou situação aumentasse, os pensamentos aumentam a minha raiva de pessoas destas existirem e de deixarem marcas nos nossos filhos. Marcas para a vida. Eu que o diga que também as tenho.

E ela está lá impune, a martirizar outras crianças como o meu, a marcar-lhes a infância, crianças que os pais não podem, não querem ou não se apercebem do que se passa. Crianças como eu fui, que guardam para elas o que as aflige sem contar seja a quem for. Crianças que crescem revoltadas como eu e que em adultas se tornam no que não tiveram coragem de ser na infância.

 

Desejo que tudo continue como está, que ele continue a adaptar-se sem dificuldade. Desejo que ele encontre a felicidade que eu nunca encontrei na primária, a felicidade que lhe permita ver a escola como um lugar divertido, calmo e seguro, onde se pode ter o privilégio de aprender e brincar, de ganhar asas, e que um dia possa ter a sensibilidade de reconhecer as dificuldades dos filhos (se os tiver) como nós tentamos ter para as dele, mesmo como ele não fala.

 

 

Etiquetas:
Sábado, 20 de Outubro de 2007

Mais Novidades

O meu filhote está em casa desde Quinta-Feira. Falei com o Pediatra, expliquei-lhe o que se estava a passar e combinamos que se para a semana estivesse tudo igual tomaríamos outras medidas por forma a que ele dormisse.

 

Já falei disto num comentário mas não nos post :

Na Quinta-Feira, depois do meu filho muito me pedir para mudar de escola e de me indicar peremptoriamente para onde queria ir, marquei uma reunião com o Director do Conselho Executivo, foi formidável, na escola onde ele está ainda não encontrei ninguém assim. Conversamos bastante tempo, expliquei-lhe tudo o que se tem passado, disse-lhe que já falei com o meu filho e lhe disse que mudar pode não resolver, expliquei-lhe tudo, mesmo tudo. Falei-lhe da minha preocupação de ele estar a começar tão mal o 1º ano, que tenho medo que ele se "perca".

 

Disse-me que tinha vaga para ele. Acho que os meus olhos até brilharam!

 

Combinamos que na Segunda-Feira iria com o meu filhote ver a escola. Prontamente se disponibilizou em falar, no dia de ontem, para a será a nova professora caso tudo corra bem na Segunda-Feira, e falou! Já falei com ela ontem e já sabia de tudo o que se estava a passar. Se tudo correr bem pode começar na Terça-Feira.

 

Vou lá logo de manhã para que depois possa tratar da transferência , ir buscar as coisas dele à escola e para lhe comprar livros novos (os manuais adaptados não são os mesmo, é normal).

 

O meu filhote está mais calmo, mas ainda não totalmente. Pergunta se tem de voltar à escola para ir buscar as coisas, expliquei-lhe que não, que farei tudo sozinha. Questionei-o se se queria despedir de alguém, disse-me que não, que não quer lá voltar.

Tentei tranquiliza-lo mas estás com medos perfeitamente inexplicáveis (eu pelo menos não os entendo), ele até manifestou o medo de a professora não querer devolver as coisas dele para o reter lá, vejam se isto tem cabimento, mas ele manifesta estes medos, expliquei-lhe que ela não fará isso. Perante a insistência dele em imaginar um cenário assim expliquei-lhe que imaginando que isso aconteceria eu chegaria lá pegaria nas coisas dele e viria embora. Insistiu para eu imaginar um cenário pior...

- Filho, isso não vai acontecer, não penses nas coisas assim!

- Mas imagina, imagina que não conseguias trazer as minhas coisas?

- Oh filho, se não conseguisse... mas eu vou trazer não te preocupes... se não conseguisse comprava tudo novo!

- Ahhhhhhhhh ... encontras tudo igual?

- Sim, iria aos mesmos sítios.

- Mas há mamãs que não podem comprar tudo novo!

- Pois há, infelizmente!

- Mas vais lá sozinha, não é?

- Oh filho, que te fizeram? O que ainda não me contaste amor?

- Nada... deixa lá...

 

E pronto estamos neste pé...

 

As noites continuam muito complicadas, mas com a graça de Deus está a alimentar-se bem melhor.

 

Segunda vamos então tratar de tudo.

Quando for buscar as coisinhas dele acho que vou agradecer imenso a ajuda que me deram (estou a ser irónica ). Falei com eles vezes sem conta e tudo o que me disseram foi que era a adaptação, sem nunca se preocuparem se o meu filho andava lá o dia todo sem comer e sabe Deus mais como.

Sempre dei indicações para que não o obrigassem a comer, acho que é a pior coisa que se pode fazer e com o feitio que o meu filho tem encara a coisa muito mal. Descobri que apesar de todas as minhas indicações ainda há quem o tente obrigar. A minha reacção não foi a melhor, Segunda-Feira voltarei a falar do assunto, não no sentido de não o voltarem a obrigar porque ele não estará lá para o poderem fazer, mas no sentido de lhes mostrar o quanto prejudicam crianças como ele (mesmo assim tenho dúvidas que entendam, mas fica dito).

 

Obrigada a todos os que de uma forma me têm tentado ajudar, obrigada do fundo do meu coração.

 

 

Etiquetas:
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Perder para se ganhar

Hoje lá fomos ver a escola como lhe prometi, tentei a cima de tudo que ele entendesse que escolas não são todas iguais mas não são assim tão diferentes quanto certamente ele julgava. As professoras embora diferentes umas das outras têm, todas elas, de impor algum respeito para que se consiga dar conta da turma... e tão grandes são elas.

 

Expliquei-lhe que mesmo que continuasse a querer mudar, teria de continuar a fazer a sua vida até a transferência estar efectivada... chorou.

 

Quando consegui estar sozinha chorei, chorei, até não ter vontade para mais, pedi uma luz, que o meu cérebro se iluminasse e me indicasse o que deveria fazer mais para conseguir que ele não visse na escola um problema ou dificuldade mas um local onde pode aprender, brincar e crescer... tanto que ele precisa de crescer!

 

Peguei no telefone, liguei para a escola dele a explicar porque hoje não tinha ido , falei com a professora dele e com a Directora Pedagógica, expliquei os medos as dificuldades e pedi ajuda.  Pedir ajuda... se calhar o que nós pais deveríamos fazer mais vezes porque não nascemos ensinados e talvez de o fizéssemos conseguiríamos maior sucesso escolar e de adaptação dos nossos filhos.

 

Combinamos fazer uma adaptação mais leve, mais suave.  Informei-me acerca da matéria dada hoje e já estivemos a praticar .

 

Conversei com ele a seguir, contei-lhe que tinha ligado para a escola dele e tinha estado a conversar sobre a sua dificuldade , disse-lhe para não se envergonhar e para ouvir o que me tinha dito. Expliquei-lhe que manifestaram preocupação e interesse em ajudar.

 

Combinamos que então iríamos tentar.

 

Ambos perdemos um dia... ou talvez não...

Etiquetas:
Domingo, 7 de Outubro de 2007

Adaptação

Hoje depois de almoço já não sabia para que lado me havia de virar para conseguir controlar o meu filho. Controlar no sentido de ele estar a chorar como nunca vi.

 

Sentei-o ao meu colo, abraçamo-nos e assim ficamos o tempo que ele achou necessário. Tentei conversar com ele mas em vão, optei por esperar que se acalma-se, o que não foi fácil, soluçava sem parar, até que no conforto do colo se foi acalmando.

 

O problema: a escola!

 

Depois de uma má experiência descobri uma escola onde ele fez o ensino pré-escolar sem qualquer dilema, mas este ano teve de mudar para ingressar no Ensino Básico.

 

Chora todos os dias, quase todos os dias da semana tenho de o "arrancar" da cama, vomita o pequeno almoço e em abono da verdade o que eu faço é deixa-lo na escola obrigado, porque ele não me larga a cintura e chora sem parar.

 

Hoje apercebeu-se que seria o último dia em casa depois destes 3, esteve como nunca o vi.  Lá conseguimos conversar, disse-me não gostar da professora. Ela é uma senhora já com 30 anos de ensino e ficará com eles ao longo dos 4 anos do 1º Ciclo Básico... uma eternidade para quem não gosta! "Eu não gosto de lá estar, tira-me de lá por favor, por favor mamã, não me obrigues a ir para ali" eram as palavras dele proferidas de forma continuada. Fizemos um acordo, amanhã veríamos uma outra escola, mas expliquei-lhe que não se pode perder tempo para não se perder as bases tão importantes para o resto do ensino correr pelo melhor. Combinamos que não o mudar para lado nenhum sei ele conhecer a professora primeiro.

 

É para mim um sofrimento tudo o que o faça sofrer, mas ele nunca foi de inventar e faças falsas birras, daí a minha preocupação.

 

Eu tive uma Primária (no meu tempo Primária) péssima, hoje quando o vi assim só me lembrava de mim mesma.

 

Seja o que Deus quiser... parece que vais ser um novo recomeço... Deus me ajude a conseguir orientá-lo.

 

 

Etiquetas:

Horas de Luz

online My Great Web page http://www.facebook.com/BENCAOmtc

Etiquetas

abandono crianças(2)

acupunctura(1)

animais(2)

aniversário; afectos(1)

aniversário; filho(1)

anorexia(1)

bencao(1)

boneca(1)

crenças(1)

desabafos(1)

dimensões(1)

esmeralda(4)

espanha(1)

férias(1)

fernando pessoa(2)

filho(7)

filhos; silêncio(1)

filmes(2)

fitoterapia(1)

fotofobia(1)

hipocrisia(1)

índigo(1)

ivg(2)

livros(2)

mário quintana(1)

natal(2)

poemas(1)

recordações(1)

regresso(1)

revolta(5)

ridículo(2)

saúde(3)

sensibilização(2)

séries(1)

tourada(1)

triste(1)

vida(5)

todas as tags

Award Oferecido

pelo Joseph

Visitantes

Locations of visitors to this page

subscrever feeds